Site icon Universidade Libertária

Lançamento do livro Socialismo: Uma análise econômica e sociológica

Uma parceria Universidade Libertária e Editora Konkin. É com imenso prazer que lançamos a tradução de “Socialism: An Economic and Sociological Analysis” por Ludwig von Mises

Download aqui.

Este livro, sem dúvidas, é a análise crítica mais importante já feita ao socialismo. Mises não mostra apenas a impossibilidade do socialismo: defende o capitalismo contra os principais argumentos que os socialistas e outros críticos têm levantado contra ele. Demonstra que um sistema centralizado não pode substituir qualquer outra forma de cálculo econômico feito pelos preços do mercado, porque não existe tal alternativa.

“Socialismo” também aborda as questões contemporâneas da desigualdade econômica e argumenta que a riqueza só pode existir por longos períodos, na medida em que os produtores consigam satisfazer os consumidores. Mises mostra que não há tendência para o monopólio num sistema de livre mercado.

Há mais de trinta anos, F. A. Hayek disse sobre este livro:

“Era uma obra sobre economia política na tradição dos grandes filósofos morais, um Montesquieu ou Adam Smith, contendo tanto conhecimento agudo como sabedoria profunda. . . . Para nenhum de nós, jovens que lemos o livro quando ele apareceu, o mundo voltou a ser o mesmo. A maioria dos leitores de hoje descobrirá que o Socialismo tem uma aplicação mais imediata aos eventos contemporâneos do que tinha quando apareceu pela primeira vez.”

Socialismo foi publicado em 1922, após o famoso artigo de Mises “Economic Calculation in the Socialist Commonwealth”, lançado dois anos antes. Ele ofereceu um argumento econômico muito sólido, mostrando a razão que uma ordem econômica socialista não é capaz de determinar como utilizar racionalmente os recursos, sendo também incapazes de gerar a riqueza que os mercados faziam, muito menos a abundância que prometiam. Este artigo lançou o que ficou conhecido como o “Debate de Cálculo Socialista”. O argumento desse artigo forma o núcleo do Socialismo, mas o livro fala muito mais, como o seu subtítulo “Uma Análise Econômica e Sociológica” sugere.

Mises pensou que o socialismo necessitava de uma refutação abrangente, mostrando não só os fracassos do planeamento econômico, mas também a análise da história, sua teoria de monopólio, a relevância das classes, e sua ética. O livro cobre tudo isso e muito mais. Apesar de que um número razoável das suas referências e dos temas abordados serem específicos do período em que foi escrito, Socialismo continua a ser uma obra atemporal, e com certeza o melhor livro para ler e possuir uma bagagem crítica bem sustentada.

Confira outros livros disponíveis, em nossa página.

Sair da versão mobile